Sobre o mundo, religião, fé, preconceito...


Tenho visto na internet uma onda pró religião muito forte nos últimos tempos; ora fala-se de versículos bíblicos ou “post’s” com declarações do tipo “ eu curto Jesus”, “Deus é meu amigo”, demonstrações de fé e amor à religião. A meu ver o problema vem a ser justamente o que o ensinamento de religiões tem pregado a cerca de escolhas pessoais de pessoas de fora das mesmas ditas religiões. Comentários e compartilhamentos de idéias preconceituosas, juntadas com ameaças de violência e encorajamento da mesma além da descriminação tem me deixado alarmada. Depois de muito observar, ler e tentar entender dá para se chegar a várias conclusões.

Primeiramente, apesar do IBGE divulgar que a religião com maior crescimento ter sido a espírita, e até mesmo um programa de televisão ter promovido o embate, escolha, entre dois “lideres” ou até mesmo símbolos religiosos, Madre Paulina e Chico Xavier, sendo que pra meu espanto este último ganhou, tenho a clara impressão que as religiões evangélicas como um todo e, independentemente de qual vertente ela seja, tem crescido muitos mais que a maioria. Às vezes me parece que seria algo como “estar na moda”: sair por ai aos berros clamando por Jesus, se dizer seu servo, rolar no chão das igrejas aos prantos “por amor a Deus”. O que também me leva a crer que na realidade, esta não vem a ser a religião com maior crescimento, claro, mas sim a qual os seguidores fazem mais estardalhaço e desculpem-me seus fiéis, mas também a com os adoradores mais “fiasquentos” já vistos.

Vejamos, eu mesma fui criada numa escola católica de freiras, diariamente deveria rezar, ir a capela, usar o terço, gincanas bíblicas...acontece que ao se analisar mais de perto a religião se torna uma amarra, uma mordaça onde tudo é impuro e errado! Sejamos mais práticos: vivemos num mundo onde devemos estar constantemente nos atualizando e aprendendo coisas novas...mas por que isso não se aplica a religião? Por que seguimos um livro onde as pessoas que o escreveram, além de viver numa época e costumes remotos (sequer imagináveis de seguir), eram analfabetos? Não que eu esteja dizendo que devemos sair por ai matando, roubando, usando drogas e etc. Longe disso! Temos também que levar em consideração que a interpretação da bíblia foi causa de muitas guerras em nome de um “Deus do Amor” (mas que era puramente do ódio)! Etnias foram escravizadas, pessoas diferentes caçadas e mortas, torturadas, subjugadas...perdiam suas identidades como pessoas, cultura e sociedade e mesmo assim muito poucos ficaram vivos! Será que somente estes argumentos não servem para reflexão da atitude de muitos??!

Os homens fazem a religião, não Deus! E os mesmos homens a propagam inadvertidamente e de forma errada! Pra mim, e unicamente isso, a única parte da Bíblia que tem valia é a que retrata os ensinamentos de Cristo, nada mais! O resto com suas interpretações é ódio e tudo de ruim! Como posso seguir um livro que prega a subserviência da mulher, tratando-a quase como um objeto, a causadora de todo mal e impurezas, a única a ser castigada, supervisionada, praticamente um ser inferior a “raça masculina” “superior”?! Não sou contra religiões, sou contra as atitudes e ensinamentos tortos! Isso não é ser moderninho, é ter respeito pelas pessoas.

Certo dia li algo, um artigo ou matéria, ou até mesmo desabafo de que os evangélicos estariam sendo verbalmente perseguidos, mas eu vejo bem o contrário, por que pra mim debater não é perseguição. Pra mim perseguir é “ah se na nossa igreja chegar um casal homossexual iremos conversar para tentar resolver o ‘problema’! Explicar a palavra de Deus!” Tais atitudes ferem o direito de ser, ir e vir de cada cidadão que é garantido por lei, senão ao direito do livre-arbítrio, o direito de livre escolha! Infelizmente algumas pessoas passam “patrolando” as leis que regem a sociedade com as suas “leis celestiais”! Sem contar nas atitudes antiéticas de psicólogos que dizem curar homossexualismo! É bárbaro! Realmente são atitudes de homens das cavernas!!!

Sem falar no preconceito quanto a vestimenta e estilo: “Deveria ser proibido gente tatuada vir ao shopping, você não acha?”

O mundo em que vivemos é nada mais nada menos do que a reação das atitudes que temos diariamente, sejam aquelas com os outros ou com o meio ambiente..e inegavelmente estamos fadados a nos aniquilarmos! Por que não há uma evolução, apenas regressão! Quando se esperava uma nova ordem e imagem ‘religiosa’ o que vemos é uma regressão e fanatismo ao nível da Inquisição e das Cruzadas, que hoje em dia se dá de uma forma diferente, também através das redes sociais!

Um certo blogueiro fez numa de suas postagem um certo comentário que eu acho pertinente para a era e problemas que estamos enfrentando: “Aliás, arrisco a dizer que se o mundo hoje precisa de uma espiritualidade renovada é essa a do paganismo com suas concepções de respeito à terra, respeito à vida e a diversidade etc. " Concordo com as palavras, e isso não quer dizer renegar a Deus, viarar satânico ou qualquer coisa do tipo, refere-se apenas a educação, amor e respeito, que infelizmente nenhum destes ditos religiosos tem! Conheço muitas pessoas próximas a mim que são fervorozas, as respeito, gosto delas mas não consigo gostar de suas atitudes e sinto-me realmente triste por toda esta situação.

Também não gosto do fato de qualquer religioso tentar me catequizar, acho errado, forsoço e meio doentio! Isso tudo por que eu não carrego a Bíblia debaixo do braço? Por que não vou a qualquer culto que seja ao menos uma vez na semana? Então eu não tenho Deus no coração? Quem disso isso??? Em um domingo fui convidada a presenciar um culto evangélico de uma igreja de certa ramificação, no meio da celebração o pastor pediu demonstrações de amor a Deus; imediatamente todos os presentes se revezavam em jogar-se ao chão, chorando, se descabelando...foi quando o pastor apontou para mim e pediu para que eu fizesse o mesmo....sinceramente eu tive que rir! Por que não é me prestando a tal ato abominável que vou mostrar o quanto sou boa ou o quanto o amo! Desde criança aprendi coisas básicas e muito sábias dos meus pais; a não ferir os sentimentos das pessoas, a respeitar o próximo (“Não faça aos outros o que você não quer que façam com você!”), que todos somos iguais independente de cor raça, religião, opção sexual...que não devemos roubar, matar, fazer fofocas (sim isso), devemos trabalhar, estudar, nos dedicar as nossas vidas, carreiras e família! Pronto! Está ai um bom exemplo! Pra mim isso basta! Na Bíblia mesmo diz-se que Deus está em qualquer lugar! Mas acima de tudo, Deus está nos bons atos!!

Fora o fato que o religiozo da crença “x” só estende a mão para seu “irmão de fé” quem esta fora do círculo não “mereçe” a ajuda pois esta pessoa “não conhece a Deus como seu irmão”! Francamente a que Deus esta pessoa muito religiosa está servindo?

Infelizmente todos esqueceram-se disso! Vivem uma vida onde negam suas atitudes erradas e as mascaram com uma identidade de santos e beatos, como se ir a igreja no domingo ou participar de retiros fosse prova do quão bom são, ou ainda, pudesse limpar todos os péssimo exemplos dados durante a semana...a trapaça feita, a avareza, inveja...

“Ser de Deus” não quer dizer necessariamente ser religiojo! “Ser de Deus” é pra muito poucos! E isso nem eu, humildemente, me considero! Não sou a “rainha da verdade”, muto menos “a rainha das virtudes”! Errar é humano e errar também é sublime; pois não é errando que se aprende? E se aprendemos com nossos erros não evoluimos? Tenho acreditar que o erro de hoje será a redenção de amanhã, então!

Há muito caminho para percorrer e por MUITOS!

*Créditos de algumas frases do Blog: http://www.diannusdonemi.com.br/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Friendship never ends

Colecionadora

Fada da Floresta