TRINTA

Caras amigas...mais uma vez os 30 anos atacam!
O que acontece quando a mulher completa os tais 30 anos? De fato eu não sei, não sei se é diferente para cada uma, não sei.

Livros sobre 'jovens senhoras', além de filmes baseados nestes mesmos tais livros relatam o drama total da chega aos trinta, de definitivamente ter entrado na vida adulta (e nas rugas) e não poder voltar jamais,  nos fazem rir, rir muito, tanto que sempre me fizeram ver que na verdade tudo isso é uma grande bobagem, drama desnecessário....até agosto de 2015.

Mas o que houve? Cheguei aos 30! E foi como um soco no estômago! Me tirou o ar e me pesou de preocupações a cabeça.  Me sinto como alguém que está correndo atrás do prejuízo.

O que antes eu classificaria como apenas um número é agora indicativo de coisas que fiz versus coisas que de-ve-ria ter feito até os 30. Claro que continua sendo um número, mas tirando a comédia romântica hollywoodiana, tem sim significado e muitos bem fortes e significativos principalmente para quem é mulher.
Por quê? Porque a vida cobra caro, a sociedade cobra, os familiares cobram, tudo cobra..e a maior cobrança é a de nós mesmos.
 
Não estou me queixando de rugas, de celulite, nada disso...não sou tão fútil assim. Estou falando de prazos, porque por mais que os 30 sejam o começo, ele indica coisas que já deveriam ter sido feitas, concluídas, ou no mínimo muito bem encaminhadas...encaminhadas para o fim.

Nos damos conta que a juventude passou, passou muito rápido! Quando foi que isso aconteceu? Não é medo de responsabilidades, nem de perto....é mais uma sensação "o que farei agora...como farei...tenho pouco tempo"....é inevitável.

Não sei se é sentimento geral, mas parece que deveríamos estar realizadas e felizes...aquela viagem dos sonhos, carreira encaminhada, tudo indo de vento em polpa, porém, tudo o que ouvimos são as famosas perguntas: "Já tem um pretendente? Quando vai casar? Já ta na hora de ter filhos! Não espere muito tempo você já está nos 30".

Sem comentários, mas estas não são minhas metas de vida, a mulher não foi feita apenas para parir e casar, vejo isso como conseqüências, não metas! E se eu quiser viajar o mundo por um ano, digamos? E se eu quiser sair e me divertir? E se eu quiser ficar solteira? E se eu quiser amar loucamente a mim mesma???

Minha maior preocupação é de que conseguirei meus objetivos em tempo record sendo que a cada dia eles aumentam (risos)...minha preocupação é ser feliz, ser paciente, ter tranquilidade, uma casa para chamar de minha, poder dormir mais e claro, continuar aparentando 10 anos a menos do que minha idade real (é o que todos dizem) e não engordar tanto ..ooops (risos)!


Afinal 30 é apenas um número...no início ele assusta...depois notamos que tudo melhora: você se percebe mais inteligente, experiente, segura, desejada (uhu!)...sabendo lidar com as neuras o que vem depois é só lucro!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Friendship never ends

Colecionadora

Fada da Floresta